O Haiti no meu coração

15 01 2010

Não consigo tirar da minha cabeça o que está acontecendo no Haiti. Ontem à noite, depois que vi os noticiários na TV, meu coração ficou pesado, meus olhos túmidos e a garganta grossa: como ter apetite para encarar o jantarzinho caseiro que estava pronto quando as imagens da TV me mostravam o indescritível: crianças famintas e feridas vagando pelas ruas, mortos abandonados à putrefação na margem das avenidas, pessoas disputando um copo de água na tapa, e o sofrimento, a miséria, a sensação de perda, de desenraizamento, de completa e total incapacidade de superar o caos ao redor.

O problema atual do Haiti é puramente de logística: como organizar o socorro, a alimentação, a segurança, a volta do fornecimento de serviços básicos, se toda a estrutura que havia foi arrasada? E ainda é preciso aturar insanos como um pastor evangélico norte-americano, Pat Robertson, que diz que o que aconteceu ali foi porque o país fez um pacto com o Diabo!

Ou então o cônsul do Haiti no Brasil, George Samuel Antoine que, sem saber que estava sendo gravado, afirmou ao que a tragédia causada pelo terremoto que atingiu o Haiti está sendo boa, pois traz visibilidade ao consulado.

Braulio Tavares, na sua coluna de hoje no Jornal da Paraíba, fala sobre o lento terremoto de exploração e desmandos que afeta o Haiti há 200 anos; e muito outros profissionais- cientistas, filósfos, analistas políticos e econômicos, jornalistas – muitos outros discutem e buscam explicações.

Eu não. Eu simplesmente fico triste, choro, perco o apetite. Daqui, do meu canto, nada posso fazer. Já sou muito velha para pegar um avião e ir até lá ajudar. Não me sinto disposta fisicamente para tanto. E tenho medo, minha gente. Sou medrosa. Tenho medo de morrer longe de casa. Sou humana, sou frouxa, sou covarde. Sinto tudo isso quando vejo o medo, a tristeza e o sofrimento que pulsa no coração de parte da Humanidade, Humanidade essa que também é a minha Humanidade.

Nós somos um, e um de nós – um não, muitos – sofrem e sentem fome e medo.

Eu sinto também.

Anúncios

Ações

Information

4 responses

15 01 2010
nelsi

Amiga, é o mesmo sentimente que eu tenho, ou seja , de impotencia diante da tragédia!

16 01 2010
Tião Maia

O capitalismo tem de conservar sempre esses países miseráveis, para com isso, nessas tragédias, se prontificarem em proselitismo e darem uma de paladino do oeste.
Inelizmente, o Haiti, tem uma acentuada prática de bruxaria, vudulismo e satanismo. Isso, inevitavelmente, leva a targédias. O que não tem nada haver com afro descendência, etnia, culto livre ou liberdade de expressão.
É uma lástima o que esse povo está passando.

18 01 2010
Sora Soralina

Ai, Clô… vc pô em palavras os meu sentimentos.
No domingo me acabei de chorar em frente a televisão. Sou chorona, sabe?
O segundo domingo seguido… (O anterior tinha sido por causa das enchentes)

18 01 2010
Greicy Pantoja

Você tocou em vários pontos importantes diante desta tragédia.
Um dos que mais me chama a atenção é de como somos despreparados para ligar com grandes tragédias.
A bagunça foi a mesma quando explodiram o World Trade Center, quando New Orleans ficou completamente alagada, nós aqui com as nossas enchentes e agora o Haiti completamente destruído e mesmo todos os esforços e doações internacionais ainda não conseguiram organizar todo o caos.
Imagino o desespero tanto dos que precisam de socorro, quanto daqueles que estão lá para socorrer, pois com certeza devem faltar braços, pernas e forças aos voluntários diante de tantos precisando de ajuda.
A conclusão que chego, é que realmente a vida é muito frágil e diante desta situação, vemos que o que temos de mais precioso é a vida e o amor ao próximo.
Beijão,
Greicy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: