Beleza em estado puro

6 03 2010

É tão lindo esse país, meu caro leitor!

Eu sou uma apaixonada por essa terra e considero que não é preciso ir aos pontos turísticos para ver grandes belezas. Sou uma apaixonada da beleza singela das regiões interioranas, com suas cidadezinhas pequenas e esquecidas pelo tempo aparecendo a cada 20 ou 30 km, com a igreja no centro, os prédios e casas antigas ao redor, em volta da pracinha, e um pouco mais longe, em linha reta, a estação de trem. Num alto próximo, o pequeno cemitério, com suas construções brancas e azul claras, “que duram até o juízo final” como está lá no Hamlet, Ato V, Cena 1.

A topografia do Agreste de Pernambuco, por onde tenho andado nestes dias, mostra morros suaves e arredondados, céu de lápis-lazúli, verdes de todas as cores de verde que você possa imaginar, visões bucólicas que lembram a Toscana italiana, com panoramas que mudam e fascinam a cada volta da estrada.

Uma coisa tão bonitinha que só vendo.

Por isso, lhe deixo com as imagens.

Lago com direito a patos,

Paisagem de lago com patinhos.

Força viva que brota da terra e se estende para o alto.

Morros verdinhos e macios, que dá vontade de passar a mão...

A esperança, que sempre está comigo e que também me acompanhou nesta viagem.

Anúncios