Seis meses blogando todo dia

29 09 2009

Quando comecei este blog, em 26 de março deste ano, não achava que fosse póssivel levar a cabo o que me propus: colocar todos os dias um assunto novo à disposição do leitor, para que ele adquirisse o hábito de vir aqui diariamente, na certeza de encontrar sempre uma novidade, algo novo para ler. Pois não é que, contrariamente a essa minha previsão pessimista, venho conseguindo manter o blog no ar e atualizado?

E para quem chegou aqui recentementemente, eu preciso dar umas informações. A primeira delas é que este blog Umas & Outras não tem um tema definido. São crônicas sobre o cotidiano, observações que faço quando vou a algum lugar ou simplesmente vagueio pela cidade, comentários sobre livros, filmes e programas de TV, e, obviamente, textos opinativos, porque tenho minhas opiniões sobre ass coisas e gostos de expô-las.

Há seis meses, completados antes de ontem, que escrevo aqui todo dia, excetuando pouquíssimas ocasiões em que estava doente e completamente sem condição de escrever. Sempre honrei este compromisso com você com textos escritos ou visuais – e chamo de textos visuais àqueles posts onde coloco só figuras, mas figuras expostas dentro de uma temática, dentro de um contexto, costuradas por uma idéia. E esses textos visuais feitos somente com figuras me dão mais trabalho do que simplesmenete escrever!

O Umas & Outras, exercício literário que quero fazer durante um ano, já chegou na metade do caminho. Cerca de 600 a 700 internautas me visitam todo dia. Poucos deixam comentários, mas um número razoável escreve direto pro meu email e comenta.

Então, meu caro leitor, continue por aqui. Volte sempre e traga os amigos. Estarei aqui todo dia, trocando uma idéia, comentando sobre a vida, opinando, escrevendo, compartilhando este pedaço da minha vida com você.

Veja também:

O primeiro post deste blog

Dois meses no ar

Um post só de figuras

Anúncios




Dois copinhos e um barbante

15 08 2009

Um leitor deste blog me mandou esta semana um email perguntando se determinado texto postado aqui não já havia sido antes publicado no Tribuna do Norte. Quando eu disse que sim, que o texto já havia sido publicado, ele chiou! Pois é: esses meus leitores são danados de temperamentais, chiam, reclamam, xingam – a maior parte elogia e gosta – mas eu também dou a mesma atenção para as reclamações, uma vez que é ouvindo a voz discordante que crescemos e aprimoramos o trabalho.

Pois bem, como ia dizendo, o meu leitor xingou porque, segundo ele, não estava querendo “ler matéria requentada”! Mas minha gente, me diga: eu posso fazer algo além de me divertir com uma coisa dessa? Primeiro porque não tenho intenção de publicar inéditos; depois porque não sou jornalista, não publico “matérias”. Sou uma escritora, e agora blogueira. Publico textos, crônicas, artigos, conversa fiada, miolo de quartinha, coisas escritas na hora – como essa de hoje – e também textos que foram publicados em jornais e se perderam, embulhando o peixe no mercado no outro dia, e que jamais sairão publicados em livro.

Este blog, entre outras coisas, tem a proposta de recuperar esses textos, porque uma vez publicados na Internet e não sendo deliberadamente apagados pelo autor, aqui ficarão eternamente, espero eu, abrigados em algum dos trocentos milhões servidores que existem pelo mundo afora. Vocês devem ter notado que é essa tônica que caracteriza o Umas & Outras nessa sua nova fase. (Leia mais sobre o Umas & Outras no link Quem Somos, abaixo do cabeçalho do blog.)

telefonelataAqui, escrevo geralmente textos novos, mas isso não me impede de postar textos adredemente escritos, como gostava de dizer a minha avó, com sua mania de palavras em desuso. E nestes próximos dias, em que estou mudando de cidade, sem Internet, prepare-se para ler algumas coisas “requentadas”, como diria o meu caro leitor cujo comentario deu início a este post. Além disso, tenha paciência se eu não responder imediatamente aos comentários. A partir de segunda-feira, estou dependendo da dupla Oi/Velox, e quem depende dessa dupla está sujeito a chuvas, trovoadas e tsunamis, sem nenhuma esperança de uma previsão segura.

Diz Sandro Fortunato, com sua eterna mania de reclamar e de botar defeito nas coisas, que depois de “umas duas semanas e muitos telefonemas, eles entregam dois copinhos e o barbante em sua casa…” Esperemos, pois.





Dois meses no ar!

26 05 2009

Há dois meses comecei mais essa experiência, com o meu já conhecido Umas & Outras, desta vez em forma de blog. Hoje, sessenta dias depois, o blog está com pouco mais de 6.300 visitas, o que dá cerca de 100 visitas por dia. Eu considero um privilégio e uma honra que cerca de cem pessoas deixam de fazer outras coisas para aprecerem por aqui para leitura ou para uma zapeada rápida.

aniversario3Só para esclarecer aos novos leitores, e como bem expliquei no primeiro post do blog, o Umas & Outras é um projeto de comunicação. Começou em novembro de 1999, com um boletim que eu fazia inicialmente em formato Word e que enviava por email toda semana para uma lista de uns 200 assinantes, pela Internet.

Depois, foi mudando de cara: virou boletim em HTML, site na Internet com diversos colunistas durante um ano e com atualização diária, boletim outra vez, blog sediado no Uol, boletim em HTML de novo… E sempre, sempre com as temáticas básicas concentradas em quatro pilares: Arte, Cultura, informação e Humor.

aniversarioEntão este blog é a nova cara do Umas & Outras, que está dando muito prazer a esta escriba que vos tecla. No início eu tinha dúvidas se não seria muito complicado manter a periodicidade diária; mas até agora não foi. Tenho escrito todo dia, muito embora os recursos do blog me permitam escrever, por exemplo, dez posts, e agendá-los para irem sendo “soltos” dia após dia. Quase nunca tenho usado essse recurso, porque o barato mesmo é escrever todo dia, sobre o tema que está em minha cabeça naquele dia.

aniversario5Tenho tentado diversificar os assuntos. Tem dia em que falo sério; tem dia que é só bobagem. Há posts em que discorro sobre um tema, defendendo uma opinião; em outros, apenas comento assuntos que estão em voga. Como sei que tem gente que tem preguiça de ler, ou não tem tempo de ler posts muito grandes, alterno os escritos com os posts de figuras, como as igrejas do interior, e outros posts de fotografia, artes plásticas ou retratos. E tem aqueles da série Gerundiando, onde abro um pouco minha vida pessoal para os voyeurs (alguém me socorra e me dê o plural correto desta palavra), como o jornalista Sebastião Vicente, que diz ser a seção que ele mais gosta. Aí do seu lado direito, na coluna categorias, os posts estão agrupados por temas.

42-15660713Algumas pessoas sugeriram que eu tocasse em temas de interesse diário da cidade em que vivo – a capital da Paraíba – denunciando abusos, apontando soluções para problemas urbanos, como já fiz em outros formatos do Umas & Outras. Eu agradeço a sugestão, mas prefiro me manter num nível mais geral, mais abrangente, sem descer ao nível local. Os problemas da cidade, do estado, da política, da nação estão aí, escancarados, para todo mundo ver, e todo mundo sabe quais são. Eu prefiro falar de outras coisas que vão além do cano estourado na esquina da rua Antonio Gama, que é a rua onde moro nesta deliciosa capital. Este não é um blog engajado, nem defende nenhuma causa. Existem muitos blogs assim na Internet, e eu frequento alguns diariamente porque acredito na seriedade deles. Vez por outra os cito aqui. São muito bons. Mas, repito, este não é um deles.

aniversario4Ontem recebi um email de um leitor que diz que eu escrevo demais. Escrevo mesmo. Sou escritora. É isso que eu faço. Fica difícil me pedir para escrever menos; é a mesma coisa que pedir a um músico que faça músicas mais curtas, ou ao pintor que pinte quadros menores. Recomendei ao leitor que esquecesse o blog e me acompanhasse pelo Twitter, onde só se pode escrever 140 caracteres. E já basta as duas colunas que escrevo toda semana para o Correio da Paraíba e para a União, onde tenho espaço limitado, tipo 32 linhas em Times 12, e não posso escrever nem 31 nem 33, tem que ser 32. Pelo menos aqui no blog o espaço é teoricamente ilimitado.  Ao leitor impaciente recomendo: olhe só os posts de figuras ou siga-me no Twitter, onde também mantenho uma postagem por dia.

aniversario7Aliás, e falando-se em leitores, eu respondo pessoalmente a todos os comentários que são postados aqui. Só respondo no blog quando o esclarecimento pedido interessa aos outros que também comentaram.

Uma coisa que faz a felicidade do blogueiro são os comentários. Então, se vocês gostam de mim e querem me agradar, o que não custa nada, comentem, que me faz feliz e dá status ao blog.

Então é isso, minha gente. Continuem vindo por aqui que eu estarei como escoteiro, sempre alerta, todo santo dia, sem respeitar domingo ou feriado, enquanto puder teclar, porque o meu projeto literário deste ano de 2009 chama-se: Umas & Outras: todo dia um post novo. Durante um ano.





Mundo blog

6 04 2009

O mundo blog  é um dos fenômenos mais interessantes da Internet. Eu “blogo” há muito tempo, desde que começou esse negócio. Blogo de forma eventual, anárquica, descontinuada. Isto é: blogava, porque com essa minha nova versão do Umas & Outras, a intenção é sustentar, durante pelo menos um ano, uma postagem diária. Para isso, abri mão de alguns projetos literários e vou me concentrar nessa atividade.

Então: eu blogo, mas também leio blogues, e assino feed de vários. Para quem não sabe, feed é esse símbolo-cor-de laranja quadradinho que você vê na extrema direita depois do endereço desta página na barra do seu navegador. É um recurso que faz com que você seja avisado das atualizações nos seus blogues preferidos, sem precisar visitá-los todo dia para ver se tem novidades. Como fazer? Primeiro, você vai num leitor de feeds – eu uso o Bloglines – e faz uma conta. Depois, é só ir clicando nos simbolozinhos laranja dos blogues que você gosta, e “assinando”. É fácil, auto-explicativo. Aí, você abre sua conta no Bloglines e lá estão listados todos os blogues da sua preferência, com suas respectivas atualizações.

Uma amiga disse: que coisa mais trabalhosa! Bem, eu acho trabalhoso ficar acessando os endereços de um em um, através dos favoritos. E bendito trabalho esse, que posso fazer onde estou agora, deitada na rede da varanda, com o notebook no colo, bafejada pela brisa do mar.

Então, na minha lista de feeds, escolhi alguns blogues para você.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

blog_lola1

Escreva Lola Escreva é o blog da jornalista Lola Aronovitch, que mora em Santa Catarina. Bem humorada, dona de uma análise aguda e inteligente sobre o cotidiano, Lola é ainda a minha crítica de cinema preferida. Explorando o blog você vai encontrar comentários da maioria dos filmes que você conhece.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

Acompanhe o dia-a-dia de Natal e do Rio Grande do Norte no blog de Canindé Soares, esse grande repórter fotográfico. Gente fina, boa praça, grande profissional, Canindé Soares foi meu parceiro no meu livro Natal, a noiva do Sol (São Paulo, Cortez, 2005).

O repórter fotográfico Canindé Soares.

O repórter fotográfico Canindé Soares.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

blogdesign_sponge

Design Sponge é um dos meus blogues preferidos de design, arquitetura e decoração.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

Efetividade.net é o blog mão-na-roda para assuntos de produtividade pessoal, organização, maneiras mais fáceis de fazer as coisas e por aí vai. Vale a pena tirar um dia para ler o blog inteirinho, ou pelo menos para navegar através das tags dos seus assuntos preferidos. Mantido por Augusto Campos, tem mais de 40 mil visitas por dia. E merece.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

blogchegadebagunca

Na mesma linha do Efetividade.net o Chega de Bagunça também é uma fundamental para quem quer sobreviver no mundo atarefado em que vivemos.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

blogrosana

A jornalista Rossana Hermann, num blog ágil e com muitas atualizações ao longo do dia, onde ela dialoga com o seu (dela) Querido Leitor.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

blogsandro1

Sandro Fortunato assina o blog Sempre Algo a Dizer, com matérias interessantíssimas. Além desse blog, Sandro Fortunato tem outros não-sei-quantos, cada um mais instigante do que o outro. Também é o criador e mantenedor do projeto Memória Viva.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

E finalmente esta foto espetacular direto do blog do fotógrafo Hugo Macedo, feita quando ele andou passeando entre os índios Tuiuka.