Gosto não se discute

26 11 2009

J.R.R.Tolkien

O escritor J.R.R. Tolkien faz o seguinte comentário no prefácio do primeiro volume do seu livro “O Senhor dos Anéis”: “Algumas pessoas que leram o livro acharam-no enfadonho, absurdo ou desprezível; e eu não tenho razões para reclamar, uma vez que tenho opiniões similares a respeito do trabalho dessas pessoas, ou dos tipos de obras que elas evidentemente preferem.”

É isso aí, caro leitor. Tem gosto para tudo e não existe nada no mundo que não possa ser apreciado por alguém. Além de ter direito de gostar, o cidadão tem o direito inalienável de expressar sua opinião, sendo esse direito um dos pilares da democracia.

Quando eu expresso meu gosto pessoal para você através deste blog, tenho que deixar bem claro que é o meu gosto pessoal. Se eu quiser comentar uma obra de arte qualquer de um ponto de vista que seja mais do que uma simples opinião, primeiro tenho que conhecer a linguagem daquela arte, para que possa analisar seus elementos e verificar se a obra – música, poema, livro, quadro ou peça de teatro – realizou seus objetivos, dentro da forma que o artista escolheu para se expressar. Aí, estarei exercendo uma função crítica que, apesar do que dizem alguns, é importantíssima para que artistas e público se aprimorem, os primeiros elaborando melhor suas criações e o segundo aprendendo a compreender melhor a obra de arte podendo assim desfrutá-la com mais prazer.

É muito bom ler as críticas de arte: cinema, música, literatura, teatro, pois além dos críticos nos mostrarem um lado ou uma faceta da obra que não tínhamos percebido, orientam nosso gosto e nos afastam daquilo que não tem valor artístico ou importância cultural, segundo os cânones vigentes. É claro que o crítico tem seu gosto pessoal e isso se traduz naquilo que ele escreve. Mas sua opinião sempre deve ser baseada no conhecimento da linguagem da arte em questão e na evolução histórica dessa arte. Nunca no simples “eu acho”.

Mas como gosto não se discute, e tem gosto para tudo, lembro aqui da história daquela mulher que era feia, muito feia. Mas não era qualquer feia: essa era feia mesmo, daquelas que são feias de doer. Pele áspera como a de uma laranja murcha, cabelos secos e sem cor, olhos sempre lacrimejantes, orelhas grandes e de abano, dentes amarelos e irregulares, boca torta, nariz  adunco. De corpo então nem se fala. O peito era chato, os braços compridos, as pernas finas e curtas, quadris estreitos e para completar mancava um pouco pois tinha uma perna maior do que a outra.

Pois bem: esse estrupício, mesmo com toda essa carga de feiúra, achou um homem que se apaixonou perdidamente por ela. E quando as pessoas perguntaram ao herói o que ele tinha visto naquela criatura horrorosa, o apaixonado galã, provando que tem gosto para tudo,  respondeu: “Gosto de tudo mas o que mais me agradou foi o jeitinho dela andar…”

367 pessoas já baixaram até agora o meu livro Coração Parahybano. E você? Dê-me o prazer da sua leitura! é de graça! É só clicar aqui.

Anúncios




Filme bom e filme ruim

29 05 2009

filmes01Fui cineclubista por muito tempo na minha vida, principalmente quando era mais jovem. Em Campina Grande, no final da década de 1960, era uma das atividades mais interessantes da cidade. Reuniões, discussões, cursos e, é claro, sessões e mais sessões de cinema, numa época em que não havia computador, nem vídeo, nem DVD.

Rômulo Araújo, prevendo o futuro, dizia para o porteiro do Cine Capitólio, em Campina: “Um dia ainda levaremos o filme para assistir em casa!” E o porteiro sorria e respondia: “Vocês são uns visionários…” Então, tenho alguma experiência. Para mim, um cineclube é filmes03um espaço para discutir e compartilhar conhecimento sobre cinema. E penso também que é preciso atrair as pessoas para lá, mas como atrair gente nova apenas com projeção de filmes? Sobretudo filmes sobre os quais ninguém tem informação, a não ser as pessoas da área, as que entendem de cinema?

Essa reflexão me veio através de uma lista de discussão que assimo, onde os organizadores de um cineclube se queixavam do pouco interesse de jovens pelas suas atividades e da dificuldade de levar gente nova para o cineclube.

filmes05Penso que discutir cinema é discutir todo tipo de filme. Querem atrair gente nova para o cinema? Discutam os filmes que gente nova gosta! Discutam Batman, Homem Aranha, Juno, Volverine, e outros. Discutam os filmes do Oscar. Por que esses filmes foram indicados? Discutam Tropa de Elite (bem, acho que já passou o tempo de discutir Tropa de Elite, mas o exemplo serve para entender o que estou dizendo: discutam o que está rolando nas telas).

Afastei-me do cineclubismo porque terminou virando uma masturbação mental, de poucos “iniciados” discutindo filmes04horas intermináveis sobre Glauber, ou Bergmann. Nada contra esses cineastas ou seus filmes, dos quais gosto muito, mas tudo tem limite. E penso que não se deve discutir somente filme bom não. É preciso discutir os filmes “ruins”, para ver porque são “ruins”.

Funciona muito também ter uns cursos de vez em quando para atrair gente, ou ciclos de palestras sobre, por exemplo, “A jornada do herói no Senhor dos Anéis: comparações com Guerra nas Estrelas”, ou “A escatologia no cinema brasileiro: análise de O Cheiro do Ralo e Amarelo Manga.” ou “Zé do Caixão e seus filmes”, ou ” A obra de Michael Moore”, ou “A evolução dos efeitos especiais no filme de aventuras”, ou “Filme pornô também é cultura” (eita! esse foi de lascar!) ou o que seja.

Eu poderia sugerir aqui uma lista interminável de títulos de palestras. E terminar dizendo que o cineclubismo é uma das atividades mais interessantes para se participar, pois abre para o mundo e para as idéias, através da instigante arte do cinema.





Hoje não tem post…

5 05 2009

coubert

Estou cansada…

ingres3

Quero apenas sossegar num bom papo com minhas amigas…

ingres2

Depois chamar a massagista para uns toques, um relaxamento…

goya44

E finalmente ir ao cinema ver Volverine (alguém já viu? Gostou?)





Boas idéias!

2 05 2009

Sábado é dia de botar a mão na massa e fazer aquelas coisinhas básicos na casa ou no apartamento. São pequenas modificações que dão um astral diferente ao ambiente e fazem a sala ou o quarto parecerem novos. Vai aqui a contribuição do Umas & Outras, com umas ideiazinhas simples e fáceis, que podem servir para alguma coisa. As fotos foram colhidas por aí, pela Internet, mas no final eu lhe darei uns links onde você vai encontrar muito mais.

Forma inteligente e organizada de carregar o celular.

Forma inteligente e organizada de colocar o celular para carregar.

Restos de lã coloridda e um crochê básico para cobrir o banquinho,

Restos de lã coloridda e um crochê básico renovam o banquinho,

Seu arquivo de pastas suspensas ganha roupa nova, em patchwork!

Seu arquivo de pastas suspensas ganha roupa nova, em patchwork!

Veja

Veja a praticidade dessa prateleira! Mas o livro de baixo tem que ser um que você não precise mais.

Nada mais prataico para pendurar as bolsas, ocupando pouco espaço.

Nada mais prático para pendurar as bolsas, ocupando pouco espaço.

Quadro de avisos feito com bastidores de bordado.

Quadro de avisos feito com bastidores de bordado.

Para colorir um banheiro cinza...

Para colorir um banheiro cinza...

Para sua coleção de canecas.

A coleção de canecas organizada e visível.

Não tem prato adequado para servir o bolo e os docinhos? Improvisa!

Não tem prato adequado para servir o bolo e os docinhos? Improvisa!

E finalmente essa canequinha que todo nerd como eu adora!

E finalmente essa canequinha que todo nerd como eu adora!

Visite esses sites, qeu são absolutamente viciantes para quem gosta de decoração, craft e DIY.

De(coeur)ação

Apartment Therapy

Martha Stewart

Design*Sponge

Do It Yourself

Instructables

E pronto: vamos parar por aqui senão você não vai fazer mais nada durante a semana visitando não somente esses sites, mas todos os links indiccados por eles, que são excelentes para quem gosta desse tipo coisa. Eu gosto, e minhas caixas de ferramentas são de dar inveja a muito profissional!

Este post é dedicado a Rosário Moura.





Estranhas bonitezas.

3 04 2009

moloko

Genial.

Vi isso aqui. A dica veio do site De(coeur)ação.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

As garotas do Vovô!

carburador

Achei aqui.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°

Um apartamento espetacular.

apartamento_redondo

Veja aqui.

°°°°°°°°°°º°°°°°°°°°°